Agricultores da comunidade do Baixio atingidos pela cheia recebem cestas de alimentos do Programa Agro Fraterno

Agricultores da comunidade do Baixio atingidos pela cheia recebem cestas de alimentos do Programa Agro Fraterno

Na última quarta-feira (02), moradores da ilha do Baixio, localizada no município de Iranduba que foram afetados pela cheia do rio, foram beneficiados com a entrega de 210 cestas de alimentos. A ação é resultado do movimento nacional liderado pela Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Agro Fraterno, e no Amazonas está sendo executada pela Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea) e Senar-AM, em parceria com o Programa Agro Amazonas, da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) e Fundo de Promoção Social (FPS).

Foi realizada uma cerimônia para a entrega das cestas na Unidade Local do Idam em Iranduba, onde participaram o prefeito de Iranduba Augusto Ferraz, o presidente da TV Encontro das Águas Osvaldo Lopes, o presidente da Faea e vice presidente da CNA Muni Lourenço, a secretária do Fundo de Promoção Social Kathelen Santos, o secretário do Sistema Sepror Petrucio Magalhães e o líder da comunidade Valdecir Lima.

“Essa cheia é a maior de todos os tempos, é uma dificuldade muito grande. E as famílias estão lá pela misericórdia. Nós ribeirinhos que temos nossa casa na beira do rio se não bastasse, o nosso pior adversário são os barcos com os seus banzeiros vão destruindo as casas. Isso é uma tristeza muito grande e desespero também”, disse Valdecir.

O programa Agro Fraterno foi lançado nacionalmente em 1º de junho pelo Sistema CNA/Senar, e conta com o apoio da ministra Tereza Cristina, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e de entidades do Instituto Pensar Agro (IPA), que criaram uma corrente solidária para ajudar as famílias mais necessitadas atingidas pela grave crise gerada pela pandemia da Covid-19.

A entrega dessas cestas era esperada por toda a comunidade, com a cheia do rio a maioria dos moradores que são agricultores perderam sua fonte de renda, entre eles o seu Fernando que contou como se sentiu ao receber a cesta.

“Eu agradeço muito, porque do jeito que a gente está aqui com tudo alagado, sem ter nenhum recurso para a gente poder se manter, a situação fica difícil. Esperamos que venha outras, porque ainda não está amenizando a situação”, contou Fernando.

O presidente da Faea e vice-presidente da CNA, Muni Lourenço, destacou a importância da entrega das cestas.

“Uma demonstração do compromisso do produtor rural em um momento difícil enfrentado por milhares de famílias nesse momento, tanto no contexto da pandemia como em especial o nosso estado com a questão da cheia. Mais uma vez dá uma demonstração de responsabilidade social com milhares de famílias que estão sendo castigadas por essa cheia recorde e histórica do nosso estado. Nós esperamos, com isso, estar contribuindo para que essas famílias tenham uma melhor condição de vida e de alimentação”, destacou Muni Lourenço.

Já a secretária do Fundo de Promoção, Kathelen Santos, destacou também o olhar diferenciado dado ao interior e o esforço nas ações do setor primário.

“Para nós hoje é um motivo de muita alegria hoje nós estarmos alcançando essa comunidade. O fundo de promoção ele trabalha na gestão de vários projetos pelo interior do estado. Estarmos hoje beneficiando essa comunidade é muito importante para que a gente consiga dar subsídios e segurança alimentar até a gente passar por esse período de cheia, é importante a gente dar condições para eles”, destacou ela.

Na ocasião, o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário Florestal Sustentável do Amazonas (IDAM) de Iranduba, também recebeu um trator agrícola.

A patrulha irá facilitar o trabalho do técnico em campo e beneficiar a produção rural da localidade. Motivo de agradecimento por parte do prefeito do município, Augusto Ferraz.

“Nós estamos recebendo essa patrulha, que vai mecanizar as terras dos nossos agricultores, onde a produtividade vai aumentar, levando alimento para mesa dos nossos amazonenses.”, falou Ferraz.

Ao todo serão entregues 4.000 cestas para comunidades afetadas pela cheia, além da comunidade do Baixio, serão beneficiados municípios como Autazes, Manacapuru, Itacoatiara e a zona rural de Manaus.

Onde Estamos:

Rua José Paranaguá, 435
Centro - Manaus – Amazonas
CEP: 69005-130

contato:

(92) 3198-8400
senar.manaus@senar-am.org.br

horário de funcionamento:

Segunda à Sexta
das 08h às 12h / das 13h às 17h